Você está tão ocupada sendo você mesma que não faz ideia de quão absolutamente sem igual você é.

A Culpa é das Estrelas. (via florecear)

Eu vou fingir que você não me machucou de propósito.

Dois tons de amor. (via doistonsdeamor)

Sabe aquela saudade do caralho que vem destruindo tudo? Então.

Noah Andrade. (via auroriar)

João nasceu sem chorar, levou palmada do doutor até a mãe ficar com dó. Parecia que João já veio ao mundo querendo chorar de dor, mas não queria incomodar. João comia todos os vegetais e legumes do prato. João cresceu forte e saudável, com o estômago verde e os olhos azedos pelo espinafre que engoliu ao longo da vida. João quando aprendeu a rimar, odiava o próprio nome. Odiava os colegas na hora da chamada. João, pé de feijão. João passou a odiar os contos de fada. João via girafas no céu, até que alguém disse que nuvem era água vaporizada. E João nunca mais viu uma girava no céu, por medo de contrariar. João odiava matemática, mas estudou e levou um dez por medo de reprovar. João fechava a janela do quarto quando os passarinhos acordavam, porque ele gostava de dormir sempre uma hora a mais, por medo de não conseguir assistir a aula no dia seguinte. João colocava o fone de ouvido baixo, por medo de prejudicar a audição. João reclamava quando o chiclete perdia o açúcar, e nunca passou mais de 5 minutos mascando porque detestava dentista, por medo de apodrecer os dentes. João enricou, por medo de não poder mais reclamar de nada. O João, que odiava matemática, virou engenheiro. João detestava azul, mas comprava sempre da mesma cor, por medo de mudar. João odiava a mulher que dava troco em balas, mas aceitava, por medo de ter que esperar um pouco mais na fila. João jogava as balas fora, não dava pra criança pobre nenhuma, porque não queria alimentar a vadiagem. João odiava o calor, e mandou comprar um ar-condicionado que sugava o seu nariz, porque não queria suar. João nunca montou caras no suporte do ventilador, nem ouviu como sua voz ficaria engraçada se ele tivesse gritado nas hélices. João reclamava do barulho de tábuas rangendo, e nunca conseguiu escutar o som dos netos quando eles começaram a andar. E agora o João era Seu João, um velho que nunca precisou de óculos porque nunca quis saber de ler no escuro, um homem que escutava qualquer coisa, mas preferia ser surdo a ter que ouvir todo aquele silêncio proposital, um homem que comeu todos os vegetais do prato, que não tinha uma única cárie, que era engenheiro e odiava matemática. João morreu dormindo. Por medo de incomodar.

Cinzentos.  (via florecear)

Você me conhece, e sabe que eu não sou assim o tempo todo. Eu surto mesmo, falo mesmo, brigo mesmo. Não é por mal sabe? Mas as vezes as coisas saem do eixo, e eu me estresso. Sabe quando eu te mando uma mensagem no celular e você demora pra responder? Porra, isso me irrita pra caralho! Porque não pega o celular e me responde? Diz um: Espera ai, já respondo. Qualquer coisa! Um “To cagando”, “to mijando”. Mas me responde, porra! Eu sei que sou meio doida, meio louca. Mas você não pode negar que eu te amo, de um jeito meio sem jeito, mas eu te amo. E amo muito. Odeio você algumas vezes, mas depois te amo mais. Você não pode reclamar de mim o tempo todo. Essa minha loucura, é por sua culpa. Eu não era tão surtada até te conhecer. Você me tira do sério. Eu mal sabia cuidar de mim, agora imagina o que é pra mim, toda atrapalhada, maluca, lerda e chata, cuidar de duas pessoas. Porque cá pra nós, você é bem idiota né amor? Você é tão idiota que se apaixonou por mim. Porque cara, eu nunca se apaixonaria por mim. Às vezes, quase nunca, me olho no espelho e me sinto uma princesa. Meio assustador, porque eu to mais pra madrasta da Branca de Neve. Ai você foi e me amou, e o pior de tudo, me chama de linda, de princesa, de boneca. Ai eu não resisto e falo logo “a noiva do chucky né?”. Você me faz rir demais. Me faz te odiar também. Eu sei que já disse isso, mas eu odeio a forma que me sinto presa a você. Odeio o poder que você tem sobre mim. Você é um chato. Você podia ser menos charmoso, menos lindo, menos legal, menos carinhoso. Ai eu não te amaria tanto. Odeio essa coisa de você me ter nas mãos. Porque sei lá, dá um medinho sabe? Aquele medo de te perder. Você sabe que sou meio psicopata, sou capaz de achar até que uma mosca vai te roubar de mim. Posso até ser julgada como insegura, ou paranoica. Mas eu não posso deixar o que é meu assim, livre, sem os meus cuidados. Quem ama cuida, protege. Protege mesmo. Protege das galinhas. O que está incluído suas amigas, colegas, conhecidas. Qualquer pessoa do sexo feminino que não seja sua mãe e sua irmã. Tirando elas meu querido, se mexer contigo eu viro o bicho. Você ri quando eu falo assim, acha bonitinho meu ciúme. Não acharia tão bonito se eu tivesse a coragem de matar alguém. Mentira. Coragem eu até tenho, só não tenho é uma arma. Porque eu já disse? Eu disse né? Que você ta me deixando louca? Já! claro! E repito: Você me deixou louca, desde a primeira vez que eu te disse “oi”. É incrível isso porque eu nunca fui assim, não tinha essa sabe? Essa de cuidar dos outros. Era primeiro eu, segundo eu, e terceiro, ai sim, em terceiro eu também. Porque até conhecer você, eu era egoísta demais pra pensar em cuidar de outro alguém. Por sua culpa eu fiquei assim, meio idiota, que nem você. Meio besta quando te vejo, meio boba quando percebo seu sorriso, meio sem jeito quando você me elogia. E me disseram uma vez, que o nome disso é amor. Pois é, posso ser doida, chata, insistente, bobona. Bobona, como você diz né? “Grande, grande e boba”, posso ser tudo isso e um pouco mais. Mas de uma coisa eu tenho certeza, ninguém te ama como eu. E pelos meus cálculos, esse amor não tem data de validade. Eu posso dizer, que é muito mais que amor.

É um sentimento sem fim. (via florecear)

Feche algumas portas. Não por orgulho ou arrogância, mas porque já não levam a lugar nenhum.

Paulo Coelho.   (via n-o-v-o-h-e-r-o-i)

Eu acho que a pior parte de tudo isso não foi perdê-lo. Foi me perder.

Taylor Swift. (via auroriar)

youarethecosmos:

amanhã, repito: amanhã, eu aprendo a te ignorar. 

Porque você sendo a pessoa que mais me irrita, é a que mais me acalma, me cuida e me quer bem.

Ele é totalmente o Oposto de mim.  (via mists)

Sabe qual é a ironia no amor? Os fracos se entregam e os fortes o negam.

Dois tons de amor. (via doistonsdeamor)

Nada é impossível. O limite quem cria somos nós.

Dois tons de amor. (via doistonsdeamor)

Não acredito em nenhum homem porque, infelizmente, tenho muitos amigos e, pra piorar, nasci espertinha.

Cuidado ao dizer um não, ou um sim, ou um nunca mais, ou para sempre. Eles podem mudar sua história. São palavras simples, com força enorme.

Renato Russo.    (via auroriar)

Estamos vivendo uma época chatérrima com opiniões extremadas e com dedos hipócritas apontados.

Tati Bernardi.  (via rejeitei)
hefck